Palhaços – números e espetáculos

Os integrantes da Cia do Solo fizeram ao longo de suas trajetórias formação livre e continuada na linguagem do palhaço, realizando números e espetáculos. Em 2015 a dupla foi selecionada para participar da ESLIPA (Escola Livre de Palhaços). Produzida pelo Grupo Off-Sina a escola conta com mestres da palhaçaria de todo o Brasil.

EM TROPEÇOS

A dupla de palhaços Pastel (Gabriel Sant’Anna) e Dondoca (Martha Paiva) abrem suas malas e levantam seu circo itinerante para compartilhar com o público suas incríveis habilidades em tropeçar! Com reprises do circo – teatro brasileiro, músicas, ilusões, magia cômica, dublagem, a dupla brinca com o público que participa desse universo onde rir de si e rir com o outro é o combustível da vida. O espetáculo foi criado a partir do contato com a Eslipa – Escola Livre de Palhaços, que funciona na cidade do Rio de Janeiro e é organizada pelo grupo Off-Sina. A Cia do Solo está tendo a oportunidade durante o ano de 2015 de participar dessa formação que oferece uma amplitude no conhecimento da linguagem ofertando-nos o contato com a diversidade do universo do palhaço. Para somar essa experiência, através de uma breve residência artística realizada em Fafe,  Portugal, em junho de 2015, a peça ganhou sua configuração visual elaborada em parceria com o supervisor cênico convidado Moncho Rodriguez. Com essa mistura de grandes influências e inspirações diversas formamos nossa bela colcha de retalhos que resultou em um trabalho revelador da alma de dois palhaços brincantes que só conseguem realizar suas ações em tropeços.

Teve sua estreia nas ruas de Portugal, no município de Fafe no início de julho desse ano, sendo apresentado logo em seguida em diversas praças cariocas. O espetáculo realizará a sua primeira temporada no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas em agosto e setembro de 2015.

Em tropeços. Mariana Barbosa

CHARME

Charme é um espetáculo de palhaço que se passa dentro de um salão de beleza onde a palhaça Dondoca, criação da atriz Martha Paiva da Cia do Solo, é a irreverente e alucinada cabeleireira que abre as portas do seu estabelecimento para que os clientes descubram através do riso onde reside o seu verdadeiro charme e beleza. Dirigido pelo diretor de Brasília José Regino, o palhaço Zambelê, o espetáculo aborda questões relacionadas ao universo feminino sem deixar ninguém de fora.

Contemplado com o Prêmio Funarte Artes na Rua – 2013, o espetáculo circulou em 2014 por diversas praças da cidade do Rio de Janeiro – Largo do Machado, Afonso Pena, Parque Madureira, Praça XV, Praça da Harmonia e na Lagoa Rodrigo de Freitas. Em 2015 cumpriu temporada no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas em Santa Teresa, RJ; foi apresentado em Niterói-RJ pelo projeto Arte na Rua; na Roda de Palhaços do Grupo Off-Sina no Largo do Machado, Rio de Janeiro; no SESC Campos  – RJ, no III Encontro de Palhaços do Mundo em Fafe, Portugal e no Sarau do Escritório – Lapa/RJ. Em 2016 participou do II Festival Palhaça na Praça em Belo Horizonte, além de realizar apresentações no Horto do Barreto em Niterói pelo projeto Arte na Rua e no Campo de São Bento também em Niterói-RJ. Foi ainda selecionado para a 18. Mostra SESC Cariri de Culturas que acontecerá em novembro de 2016.

_DSC0060

Foto de Raquel Paiva

CHORINHO AO VIVO (número – 12 minutos)

A palhaça Dondoca prepara para o público uma inusitada receita de família, que herdou de sua avó: uma picante e melodramática salada de cebola. Durante o preparo a palhaça passa pelas mais diferentes emoções que as lágrimas podem suscitar em um ser, da mágoa ao ódio, da dor a melancolia, do riso nervoso ao de alívio, o simples chorar de rir. Em sua companhia um inveterado e angustiado chorão, o palhaço Pastel que acompanha a feitura do prato tocando chorinho em seu cavaquinho. Esse encontro torna-se o prato perfeito para um bom Chorinho ao vivo.

IMGP3338

Chorinho ao vivo. Direção Zé Regino. Eslipa – Lg. do Machado. 2013

SOY INFELIZ (número)

com zoom

Número “Soy Infeliz”. Espetáculo Combinado. Direção Angela de Castro. Festival “Esse Monte de mulher palhaça”. 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s